Então 40…

IMG-20160530-WA0013

Não entre em choque! É uma fase como qualquer outra… Bom, mais ou manos… ahahah

Segundo especialistas, os temidos 40 anos não é tão ruim assim, uma fase bem parecida com a adolescência, só que com bagagens, vivência e algumas insatisfações coerentes e é nesta fase que a gente “chuta o balde” e resolve “viver”.

Os sintomas podem surgir à partir dos 35 anos, mas varia de mulher para mulher, muitas vezes começa após algum trauma (perda familiar, traição, problemas de saúde, até mesmo perda de emprego).

Completei 40 anos em julho de 2015 e até a morte de minha mãe, em novembro do mesmo ano, não havia sentido nada, à partir desta perda foi uma mistura de sentimentos que passou a tomar conta de mim e  quando percebi que eu estava “surtando”, resolvi fazer pequenas pesquisas na internet e verifiquei que não estava sozinha, esta fase é mais comum  que eu imaginava, e mais benéfica do que eu achava. A primeira coisa que questionamos é: Passei da metade da vida, e agora? Quantas coisas abri na minha vida, e vale a pena? Por que não vivenciar tais momentos, e outros? …

São inúmeros questionamentos… Quem está passando por esta fase, saberá o significado destas palavras.

A primeira coisa que fiz foi uma lista de lembretes do que deixei para trás, e fiz o primeiro acordo comigo, tirar o pé do freio e começar a viver tudo aquilo que ficou num planejamento nunca realizado e a primeira ação foi recomeçar o curso que abandonei em 2007 (educação física), e estou determinada a concluir.

“— A crise acontece para que a pessoa se reinvente. Chamo isso de segunda adolescência. Se, na primeira, a sensação do tempo é ilimitada, aos 40 , sabe-se que o tempo é finito.  Segundo ela, a partir de aproximadamente 38 anos, até os 42, a mulher repensa a vida e procura algo para mudar o destino:— Algumas se separam, outras decidem ter filhos, mudar de profissão e até assumir uma nova orientação sexual. É um processo de amadurecimento natural, que pode ser mais ou menos conflitivo — explica a psicóloga Amélia Kassis.”

Vem comigo, nesta luta. Estarei postando aqui, algumas decisões, sensações e muita ação.

Acompanhe a TAG >> Então 40 <<

wal montani assinatura

“Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.” – Clarice Lispector

instagram

Anúncios